Categoria: Sem categoria

Já criei, tentei e insisti em tantas formas de te bloquear aqui. Aqui no coração, na cabeça e no meu eu em geral. Você sabe o quanto é difícil lutar contra si mesma todos os dias? Esquecer você. Soa tão simples, deveria ser. Deveria ser tão simples quanto lavar o rosto de manhã para espantar o sono, ou tão simples quanto pegar um pijama depois do banho. Mas é mais complicado que qualquer conta que eu nunca consegui resolver, naquelas aulas malditas de matemática. Eu já devia estar acostumada com isso, mas eu me recuso a me acostumar com esse sentimento que não quero. Não quero ter saudade, não quero ter lembranças, nem quero lembrar do quanto eu gosto do seu beijo. Não quero lembrar do quanto eu gosto do seu jeito, nem do seu cheiro, ou da sua carinha de manhã. Caramba! Já faz tempo mesmo.

Você não poderia estar em outro lugar naquele dia? Você não poderia simplesmente ficar em casa, ou somente não vir se apresentar? É, parece que as coisas são como tem que ser. E eu não acredito, que depois de tanto tempo, de tanta coisa, de tanta mudança, você em mim não mudou.  

Eu já imaginei tantas vezes como poderia ter sido diferente, minha vida, sem aquela noite. E eu sabia, sabia que era você. Como algo sobrenatural. Não parava de querer saber mais e mais sobre você, e não parava de pensar em como tinha gostado de ficar com você. 

Além de imaginar como minha vida seria sem te conhecer naquela noite, já inventei minha história morando em outro país e te esquecendo. Já inventei eu nascendo em outro país e nem sabendo da sua existência – e pareceu ser bom. Já inventei eu simplesmente acordando, e não lembrando quem é você. Tem também a versão de eu conhecer outro cara e me apaixonar loucamente, mas me dá um aperto no coração de pensar que o cara não é você…É, parece que todas as histórias envolvem você. 

02

Só quero acabar com todos os “vocês” possíveis, imagináveis e irreais, e fazer acontecer uma história de verdade. Por onde começar eu não sei, mas com você aqui assim, nada flui…Então talvez aqui esteja o primeiro passo: me livrar de você. Parece que estou apegada ao sentimento de você. Dá uma dorzinha no coração só de pensar em deixar ela ir embora. Mas em todos os meus conselhos amorosos para minhas amigas vem sendo: o primeiro passo é só querer. Depois tudo flui!

Já mudei meu cabelo, já mudei meu estilo, comprei um carro e conheci outras pessoas, mas você é insistente. Quer saber? Hoje, eu não vou começar a mudança trocando de visual ou de país (como em minha imaginação). Vou começar a mudança em mim. Porque você é um visitante definitivamente indesejável, então está na hora de fazer uma faxina. Vou começar por dentro, e bem no meio. As coisas da memória a gente esquece, vai deixando pra lá. A limpeza tem que ser no tal do coração. Ele bombeia sangue pra todo o meu corpo, e não consegue simplesmente tirar essa sujeirinha (vulgo você) dali? Ah, me poupe! Tá na hora de eu tomar uma atitude, porque eu quem mando nessa merda!! Se eu quiser caminhar eu vou, se eu quiser comer eu vou, se eu quiser dançar eu danço. Se eu quiser menos você eu o faço, e se eu quiser esquecer você…

Obrigada por todos os frios na barriga, mas já pode se retirar. Vou começar a faxina.

Este foi um texto antigo que havia escrito há um bom tempo atrás. Achei cômico, e modesta parte, muito bom hahaha. Como já completei a tal faxina, e apesar do título, não vi problema em publicar :) hehe Beijosss <3

Google, pesquisar. O site de pesquisa mais conhecido do mundo, não serve somente para trabalhos escolares, tirar dúvidas de português, ou encontrar o que quer que seja. Ele também é amigo, ponto de desabafo, e até psicologo. Sabe quando você vai pesquisar alguma coisa, e o google dá aquelas sugestões em baixo? Aquelas que muitas pessoas procuraram, e tem a possibilidade de você estar procurando também. Então!! Fui pesquisar algo, e me deparei com uma sugestão engraçada. E curiosa que sou, pesquisei mais. E olha só cada coisa que encontrei…

1

 

Preguiça de estudar: Quem nunca? E preguiça das pessoas: Quem sempre??? Super me identifiquei com a pesquisa hahaha Mas não sei se é uma coisa que eu procuraria no nosso querido amigo para todas as horas, google…

2

Cadê você tudo bem, é uma música que muita gente deve gostar. Agora: Cadê o Fuleco? A Copa acabou, e tem gente ainda querendo saber do Fuleco? E quem quer saber o significado de “cadê”? Quem não sabe o que é “cadê”??????? 

3

 

Maldita hora que fiz essa pesquisa por motivos de: “Eu sou um bolinho de arroz, meus bracinhos vieram bem depois” não saírem mais da minha cabeça a partir daí. Sobre a sugestão abaixo: Auto estima é tudo, né gente? Ok, é um livro também.

4

É…parece que tem muita gente com problemas com a sogra, né? Será que as sogras pesquisam a mesma coisa sobre as noras? hehehe Olha, o que sabemos é que: provavelmente problemas com a sogra, é mais frequento do que situações de estresse (?).

5

Jura? Não…sério? Quem pergunta para o Google, quando vai morrer? Ou quer saber de algum site que te dá uma data qualquer pra cê acreditar? Google virou aquele negócio lá, que mexe com aquelas coisas feias, que adivinha as coisas? Que coisa feia gente. Vamos vivê!! 

6

“Ok” se resume tudo que passa pela minha cabeça sobre a sugestão “eu tenho uma mula preta”. Ok amigão!!

7

Deus é um DJ????????????????????????????????????????????? Ahn? Ri pra sempre…até apertar enter e descobrir que é uma peça. Mas que nominho engraçadinho.

8

 

Não passou pela minha cabeça fazer curso na wizard, agora então: passa longe a ideia. Parece que bastante gente não gosta MESMO! 

9

HAHAHAHAHA Não é não…Mas há cerca de 18.100 pessoas que pesquisam isso no google por mês!!!! Quanta gente!

10

Eu quero ibagens!!!!! A única explicação para essa pesquisa que eu consegui imaginar é que: as pessoas querem ibagens do cara que pede ibagens!!

11

“Alguém aí não sabe soltar um pum? Quer ter aulas? Não sabe como se livrar desse gás indesejável? Venha até mim!! Te ensino técnicas e jeitos! Abraços, google.” Alguém deve ter colocado esse cartaz em algum lugar, porque…Quem pesquisa isso? Não passa nada pela minha cabeça, que justifique…E na sua?

Inté!! Beijosss <3