Categoria: Vida

Primeiro post do ano, começando falando do ano passado. Ok. Bem minha cara fazer isso hahaha. Enfim antes de mais nada, quero desejar um Feliz Ano Novo pra todas(os) minhas(os) leitoras(os)…que seja um ano de conquistas e realizações para todos =) 

Tá aí um momento que eu gosto de olhar para trás: Para ver se cumpri ou não minhas metas do ano. Difícil é lembrar em qual das minhas agendinhas eu anotei, e onde ela está hehe.

Quem é que não faz metas e planos para o próximo ano, que atire a primeira pedra. Pela primeira vez na vida, eu coloquei no papel (em 2013) e encontrei no fim deste ano, para riscar, o que eu fiz e o que não. 

Entrar na Academia 

Bom, pode-se dizer que item riscado. Entrei na academia. Paguei um mês, e fui quatro dias hahaha. Vi que esse papo de malhar não é pra mim. Mas tentei, vai…

– Viajar para algum lugar que não tenha ido antes

É, não foi dessa vez…Só fui para lugares que já tinha ido antes. Nada novo ):

Criar e manter o blog

Blogs sempre foram minha paixão. Sempre tive fotolog e essas coisinhas. Sempre. E minha vontade era o blog agora…Blog criado, e apesar de um tempo de abandono, vem sendo mantido.

Aprender, amadurecer e ficar próxima das pessoas que amo…

Então…Sério que coloquei isso como meta do ano? HAHAHAH Olha, com as besteiras que fiz, e com as surras que levei depois…com certeza item riscado.

Conseguir outro emprego

Eu trabalhava no escritório de uma loja, e gostava muito. Mas, com o tempo fui desejando outro emprego, pelos mesmos motivos de que qualquer pessoa quer mudar de emprego. E graças a Deus, consegui!

– Comprar um carro

Os dois últimos itens foram as melhores conquistas pra mim. E este último, claro que com muito esforço, trabalhando muito e economizando e sofrendo sem dinheiro nem pro picolé durante um tempão hahaha.

Claro que tiveram muitas outras, cumpridas ou não que são pessoais demais pra colocar aqui, vocês entendem né? hehe

E vocês? Também tem o papo da listinha? Me contem :) Beijones

 

A dona desse blog mudou. Mas é a mesma. Dá pra entender? A Gabriela que parou de postar aqui há dois meses, (sem dar notícias, eu sei) passou por 60 dias de constantes mudanças. Ela se perdeu na sua própria mente, e teve diversos conflitos consigo mesma.

Agora, voltando a falar na primeira pessoa: oi, voltei! 

Olhando pra trás, dá para ver meus interesses, pensamentos e planos…E olhando daqui, de agora: quanta coisa mudou. Olhando pra frente, bem… não dá pra ver nada. Eu ainda tenho a mesma rotina, meu emprego é o mesmo, convivo com as mesmas pessoas todos os dias e  não conheci gente nova. Só conheci a nova eu mesma. Que vai ter mudado daqui a dois meses também. Ou amanhã, quem sabe? 

002

Me vi em situações que não sabia lidar, e conheci o tal do estresse de uma forma nada boa para um começo: intensa. 

Eu posso ainda não saber o que eu quero fazer de faculdade, ou da minha vida. Eu sei o que eu não quero. Já é um começo?

Chega a ser engraçado o fato de olhar para trás, e ver o quanto eu mesma mudei… de ideia (isso acontece o tempo todo), de cor de batom favorita e até de sonhos. Não sabemos até onde podemos chegar, ou o quanto podemos amadurecer…Não dá para saber nadinha do futuro, e cheguei a conclusão de que isso me assusta pra caramba. Mas deixa eu olhar para o aqui e agora. Sou a mesma menina que sonha acordada, e que quer ganhar todos os sorrisos possíveis. A essência é a mesma. Não sou a mesma de ontem, e talvez eu mude tudo em mim daqui ha 5 minutos. Se tudo isso pode acontecer em tão pouco tempo, imagine o que acontece em dois meses?

Com um sorriso no rosto, e um “oi” acanhado, me imaginem: voltei. 

Depois de algum (muito) tempo sem postar, finalmente: um post explicando tudo. Cada uma das coisas que “aprendi/entendi” estando longe do blog, foi meio que um motivo para eu ter me afastado daqui. Então, chega de encher linguiça e vamos direto ao ponto? 

1 – Tudo bem o blog ficar sem post de vez em quando.

Dá pra ver que eu levei o número um bem a sério e a longo prazo né? hahaha sorry. Então, eu ficava muito fissurada por manter o blog atualizado 6 dias por semana. Por favor, ninguém tente me entender!! As vezes bate aquele tal do “bloqueio criativo”, e aí fica difícil né? Teimosa que sou, ficava até tarde, me fazendo fazer um post hehe…atrasava meu sono, e não funcionava direito durante o dia, e acabava ficando estressada. Vocês leram bem a parte do “ninguém tente me entender”, né?

2 – Quando seu “hobbie” se torna uma obrigação…

Ele acaba se tornando chato. E foi meio o que aconteceu. Se tornou uma obrigação, que acabou me deixando “pilhada”…Foi aí que tirei a conclusão de que precisava dar um tempo, descansar a cabeça e tentar colocar ela no lugar. E isso aqui tinha que voltar algo que eu gosto de fazer, e não algo que tenho que fazer.

3 – Quem daqui gosta, aqui fica…

Na verdade, isso tem a ver com atualização. Conclui que, quem gosta do meu cantinho, vai sempre estar por aqui. Tendo posts todos os dias ou não…É claro, que eu me esforço pra manter o blog atualizado, mas com as obrigações que temos, nem sempre dá. E tudo bem se não der…

4 – Sai dimim loucura

Se dedicar a algo é bom. Mas quando isso te impede de fazer outras coisas, tem efeito contrário. Acabei deixando de fazer muitas coisas por causa do blog. Podem me achar louca, mas eu sou intensa assim 99% das vezes hahaha.

5 – Tem alguma coisa faltando…

Com esse tempo longe, assisti 8 temporadas que nem louca de “Desperate Housewives”, fiz coisas que quis, a hora que quis e quanto eu quis. Não fiquei preocupada com o post de amanhã…Até que senti falta de algo: era o blog. Nem sequer passou pela minha cabeça parar com isso aqui. Mas, eu precisei tirar uma mini férias, e voltar dedicada…mas menos intensa.

Espero que vocês entendam, e voltem pra mim também :) 

Beijosss <3

PS: Boas festas pra vocês! Com muita comida boa, risadinha e união com a família! Amanhã tem mais!

 

Feliz dia das crianças pra todos! Pros pequenos, para os que se sentem crianças, e para os velhinhos com espírito jovem! Ah! E pra quem queria voltar a ser uma também hehe.

Pra entrar no clima, trouxe algumas frustrações da minha infância. Era filha única, fui uma criança extremamente feliz e me considero sortuda por ter vivido isso em uma época tão legal! Mas quem nunca deixou de ganhar um brinquedo que queria, ou que passou algumas frustrações que atire a primeira pedra hahaha.

01

1 – Não ter ido a um show do RBD </3

Cêis vão me desculpar, mas é uma frustração enorme até hoje! hahaha Como eu gostava, gente!! A novela não tenho mais paciência de assistir, mas as músicas, volta e meia tô ouvindo!

Meu pai não me deixava ir, má de jeito nenhum!! Aí vocês já sabem o que aconteceu né? O grupo se separou, a Anahi (minha favorita) parou de cantar e aqui estoy. Tentando conviver com tudo isso (pausa dramática). 

01

 2 – Não ter ganho uma bebê bainho 

Eu tinha uma amiga que tinha, e queria muito ter uma! Não sei o que eu via no raio dessa boneca, mas eu queria nível mil. Eu tinha tantas, que foi um bom motivo pra eu não ganhar essa. Mas essa eu queria mais do que aquela que eu ganhei que eu não queria tanto assim!!!!!

02

3 – Três em um

Essa foto é um conjunto de 3 frustrações!!! A primeira é a maior (da foto): Não ter um notbook. Eu fazia até vaquinha pra comprar um. Acho que eu queria porque eu via nos filmes. Todo mundo dos filmes tinha, então eu também queria ter. Essa é a única razão que encontro para me explicar, já que eu tinha um computador. Em falar em computador, vamos para a segunda frustração: Eu tinha horário para desligar o computador. Enquanto todo mundo podia ficar no MSN, orkut e afins…eu tinha que desligar. E a sequência seria dormir. Eike chato. E a terceira, logo podemos deduzir: também não podia comer no quarto. Ou na frente do computador (que ficava no meu quarto). Mas nem um pipoquinha!! Claro que fazia uns esquemas brabo, mas as vezes meu pai pegava e: castigo nimim </3

03

 4 – Não ter o VHS do Titanic (dublado) 

Já citei o filme várias vezes aqui no blog, talvez tenha dado pra perceber o quanto sou fissurada, né? Pois bem, isso vem desde a infância. E uma frustração já superada, era que eu queria muito um VHS do Titanic dublado! Quem tinha era meu tio, e eu vivia pegando emprestado. Era quase mais meu do que dele, de tanto tempo que ficava aqui. Mas eu queria um pra chamar de meu!! Até consegui um, mas era legendado. Não tinha muito problema já que eu sabia todas as falas (hahaha), mãaas…eu queria um dublado!! 

E vocês? Tiveram alguma frustração? Me contem e…Feliz dia das crianças ~de novo~.