24
dez

Com um sorriso no rosto, e um “oi” acanhado, me imaginem: voltei. 

Depois de algum (muito) tempo sem postar, finalmente: um post explicando tudo. Cada uma das coisas que “aprendi/entendi” estando longe do blog, foi meio que um motivo para eu ter me afastado daqui. Então, chega de encher linguiça e vamos direto ao ponto? 

1 – Tudo bem o blog ficar sem post de vez em quando.

Dá pra ver que eu levei o número um bem a sério e a longo prazo né? hahaha sorry. Então, eu ficava muito fissurada por manter o blog atualizado 6 dias por semana. Por favor, ninguém tente me entender!! As vezes bate aquele tal do “bloqueio criativo”, e aí fica difícil né? Teimosa que sou, ficava até tarde, me fazendo fazer um post hehe…atrasava meu sono, e não funcionava direito durante o dia, e acabava ficando estressada. Vocês leram bem a parte do “ninguém tente me entender”, né?

2 – Quando seu “hobbie” se torna uma obrigação…

Ele acaba se tornando chato. E foi meio o que aconteceu. Se tornou uma obrigação, que acabou me deixando “pilhada”…Foi aí que tirei a conclusão de que precisava dar um tempo, descansar a cabeça e tentar colocar ela no lugar. E isso aqui tinha que voltar algo que eu gosto de fazer, e não algo que tenho que fazer.

3 – Quem daqui gosta, aqui fica…

Na verdade, isso tem a ver com atualização. Conclui que, quem gosta do meu cantinho, vai sempre estar por aqui. Tendo posts todos os dias ou não…É claro, que eu me esforço pra manter o blog atualizado, mas com as obrigações que temos, nem sempre dá. E tudo bem se não der…

4 – Sai dimim loucura

Se dedicar a algo é bom. Mas quando isso te impede de fazer outras coisas, tem efeito contrário. Acabei deixando de fazer muitas coisas por causa do blog. Podem me achar louca, mas eu sou intensa assim 99% das vezes hahaha.

5 – Tem alguma coisa faltando…

Com esse tempo longe, assisti 8 temporadas que nem louca de “Desperate Housewives”, fiz coisas que quis, a hora que quis e quanto eu quis. Não fiquei preocupada com o post de amanhã…Até que senti falta de algo: era o blog. Nem sequer passou pela minha cabeça parar com isso aqui. Mas, eu precisei tirar uma mini férias, e voltar dedicada…mas menos intensa.

Espero que vocês entendam, e voltem pra mim também :) 

Beijosss <3

PS: Boas festas pra vocês! Com muita comida boa, risadinha e união com a família! Amanhã tem mais!

 

14
out

Pra quem não sabe, eu sou completamente fissurada no filme Titanic (não somente no filme, na real tragédia e tudo). Foi o primeiro filme que me lembro de ter assistido com meu pai (que me chamou para assistir) e desde então queria estar assistindo sempre. Era daquelas que assistia repetidas vezes e sabia todas as falas. Meus pais não aguentavam mais.Já cheguei até a me vestir de Rosa, e quase me suicidar da cama da minha mãe, com os sapatos de salto e a camisola vermelha dela HAHAHA pronto, contei. 

Enfim, minha paixão de desde criança segue, e eu vim contar algumas curiosidades para vocês! Antes, só um recado: se você não assistiu o filme (de que planeta você veio????), você não vai entender nada!! 

Filme

01

1 – A cena que o Jack ensina Rose a cuspir, foi quase toda improvisada. Assim como a cena em que ela cospe em Cal. Na verdade ela deveria espetá-lo com um grampo de cabelo. Se eu fosse o diretor, minha reação seria tipo: WTF???????? Por que não pensei nisso antes? Dorei!

2 – Ainda falando em improvisos, essa é boa! A frase “eu sou o rei do mundo” está em 4° lugar entre as 100 maiores frases do cinema, e foi totalmente improvisada pelo Leonardo DiCaprio.

3 – Cameron foi: diretor, roteirista, editor e produtor. Mas o danadinho não se contentou com “somente” isso, e fez participações especiais no filme. Ele quem realizou todos os desenhos de Jack. Como Cameron é canhoto e Jack destro, as imagens tiveram que ser invertidas na pós-produção. As mãos que aparecem no desenho de Rose peladaça também é dele. Ah! E ele aparece na cena da festa em que Jack e Rose dançam e na que Murdoch começa a atirar. 

02

4 – O filme custou 200 milhões de dólares. São 60 milhões a mais do que custou o verdadeiro Titanic.

5- Rose, em sua velhice, é dona de um Pomerânia. Ele foi um dos três únicos cães que sobreviveram ao desastre.

6 –  Foi o 1º filme na história do cinema a ultrapassar a barreira do um bilhão de dólares arrecadados apenas nas bilheterias.

03

7 – O filme permaneceu na lista das 10 maiores bilheterias da semana, nos Estados Unidos, por quase seis meses.

8 – Os figurantes (a maioria) nas cenas da casa das máquinas eram mais baixos, para fazer o  motor parecer maior (se eu estivesse lá, o motor ia parecer gigante).

9 –  A réplica do navio construído para o filme é 10% menor que o verdadeiro Titanic.

04

10 – Na cena final, que a Rose vai se encontrar com o Jack na escadaria principal, o relógio atrás do Jack, marca 2h20. Esse foi o exato momento em que o Titanic verdadeiro afundou.

11 – A Paramount precisou enviar rolos reservas para os cinemas que tinham literalmente desgastado suas cópias (se estivesse por lá na época, eu seria uma das culpadas).

12 – Chegaram até a contar quantas vezes Rose e Jack dizem o nome do outro! Rose diz “Jack” 80 vezes no filme (!) – contando com as falas de Kate Winslet e Gloria Stuart – e deixando de lado as vezes em que cita o personagem o chamando de “Sr. Dawson”. Já ele, diz “Rose” 50 vezes. 

05

13 – Na cena em que Jack vai desenhar a Rose do jeito que veio ao mundo, ele diz: “Deite-se na cama, digo, no sofá”. Na verdade, foi um erro de DiCaprio (vulgo meu amor) pelo nervosismo na hora. Mas, o diretor gostou tanto que manteve a cena (você nunca mais vai assistir a essa cena com os mesmos olhos depois de saber disso).  

14 – A inspiração para fazer o filme, veio de outro. O “Somente Deus por Testemunha”, que também aborda o naufrágio de um navio. 

15 – Há diversos erros que foram corrigidos na versão 2012 do filme (quem aí foi no cinema ver em 3D?), como câmeras aparecendo, aparições de acessórios para efeitos especiais, ou luzes da cidade em que o filme foi gravado. Dá pra ver todos os erros com fotos aqui e aqui.

Em fatos reais…

06

16 – Os donos da loja Macy’s (uma loja de departamento muito conhecida nos EUA) Isidor e Isa, morreram no Titanic, e são simbolizados pelos idosos abraçados na cama enquanto a água inunda o quarto. À Isa, ofereceram um lugar no bote salva-vidas, mas ela recusou, para ficando com o marido. Disse: “Como temos vivido juntos, vamos morrer juntos” (houve uma cena filmada que retratou este momento, mas foi cortada da versão final – que bom porque eu ia chorar horrores).

17 – Na cena em que Jack está tentando impedir que Rose se suicide saltando do navio, ele diz que a água do mar gelado é como se milhares de facas entrassem por todo o seu corpo. E na verdade, essa foi uma descrição real, feita por um dos sobreviventes do Titanic. 

18 – Depois que terminou o script, Cameron descobriu que existiu um J. Dawson que morreu a bordo do Titanic. Hoje o túmulo é o mais visitado do cemitério.

19 – O pedaço de madeira que flutuava sob Rose após o naufrágio é a réplica de um artefato genuíno que sobreviveu ao naufrágio e está em exposição no Museu Marítimo do Atlântico, em Halifax, Nova Scotia.

Gravações e elenco:

07

20 – Kate Winslet foi uma das poucas pessoas do elenco que não quiseram usar roupa de mergulho térmica especial durante as cenas do naufrágio. Adivinhem? Ela acabou pegando uma bela de uma pneumonia. Há boatos que ela chegou perto de abandonar a produção, mas foi convencida pelo diretor a continuar (sei).

21- Gloria Stuart (a Rose velhinha) era a única pessoa que trabalhou na produção do filme, que viveu em 1912. Ela interpretou Rose com 101 anos. Mas na época, tinha 86.

22 – Vocês conseguem lembrar o filme, sem pensar na musiquinha de fundo: “Yoooooooooooou’re here, there’s nothing I fear “??? Pois é, nem eu! Mas, James Cameron não queria incluir nenhuma música no filme. Então, teve todo um plano secreto. O compositor James Horner reuniu (secretamente) o letrista e a Celine Dion para escrever “My Heart Will Go On”  para gravar uma fita demo, que então foi apresentada a Cameron, que gostou bastante e decidiu colocar no filme.

23 – Após as filmagens, os restos do navio, em tamanho real, foram vendidos como sucata. – Por que não deram pra mim????

24 – Durante as gravações em agosto de 1966, um “brincalhão” colocou uma substância alucinógena (fenilciclidina – pó de anjo) no ensopado servido para o elenco e equipe. 80 pessoas foram hospitalizadas com alucinações, incluindo o diretor James Cameron e o ator Bill Paxton. Muitos suspeitaram de que não se tratou apenas de uma pegadinha, mas sim de um ato de vingança contra a postura autoritária do cineasta. A polícia chegou a ser chamada para trabalhar no caso, mas a sabotagem nunca foi confirmada.  – Será que foi recalque?

08

25 – Na cena em que a água destrói a sala da escadaria, os produtores tiveram apenas uma chance de faze-la, pois nesse tape, os móveis e todo o set de filmagem seriam destruídos. Se não desse certo…ai ai ai. Ao todo, mais de 300 mil litros de água foram utilizados na cena, o que foi suficiente para destruir a escadaria por completo, inclusive o suporte de metal.

26 – No início de produção, o filme teve o breve título de “Ice Planet”. Boatos dizem que era pra manter a produção em segredo. E eu acredito nesses boatos, o cara foi espertinho. 

27 – O conceituado astrônomo Neil deGrasse, percebeu um erro na cena em que Rose está deitada no pedaço de madeira olhando para as estrelas. Olha como o cara é zica da galáxia: Ele mandou um e-mail desaforado (segundo Cameron), dizendo que naquela época do ano e naquele ponto do Atlântico em 1912, não são aquelas estrelas que ela deveria estar vendo. O diretor então, desafiou o astrônomo a lhe enviar a posição correta das estrelas naquele momento, há quase 100 anos. Ao receber o material, James Cameron não pensou duas vezes e refilmou a cena, inserindo-a na versão 3D.

28 – A maior parte da decoração do navio foi construída sob a supervisão da White Star Line, a companhia original que construiu e forneceu o Titanic.

29 – No último dia de filmagem, a produção do filme estava tão certa de que o filme seria um sucesso, que todos se despediam dizendo “Vejo você no Oscar”. Após o fim das filmagens, a produção distribuiu camisas com a estampa “Eu sobrevivi a trabalhar com James Cameron”Hahaha o cara devia ser barra mesmo.

30 – Para filmar a quase 4 mil metros de profundidade, James Cameron teve que desenvolver junto a Panavision uma câmera especial que suportasse a pressão no fundo do mar e tivesse mobilidade do lado de fora de um submarino. A câmera só conseguia gravar por 12 minutos, então o diretor tinha que aproveitar ao máximo cada viagem ao local.

Erros:

09

31 – A espécie de golfinho que aparece na cena em que Jack está na proa do navio, só vive no Oceano Pacífico (o Titanic Naufragou no Atlântico).

32 – Na cena em que Jack está fumando, o cigarro é com filtro. Os cigarros com filtros só começaram a ser fabricados 30 anos depois do naufrágio.

33 – Na cena de colisão, Thomas Andrews o projetista do Titanic não sabia de nada naquele momento ele nem tinha sentido nada naquela hora. (comprovado historicamente), mas na cena em que o navio esta em choque com o iceberg Thomas Andrews sente o tremor do navio. criar loja virtual

34 – Antes de correr pra se suicidar, na cena em que ela está na sala de jantar, ela está com um colar. Mas, quando ela tá sendo Rose a jato (vulgo correndo), ela está sem. Esse erro é super comentado! Mas o erro foi pelo fato de uma cena ter sido deletada entre elas. Seria uma em que Rose arranca o colar em um surto em seu camarote. 

Outro erro detectado também foi por culpa de uma cena deletada, que é quando eles correm do Cal (que quer atirar neles), e estão secos (da cintura pra baixo). E na cena seguinte, aparecem completamente molhados. A cena seria a de Rose e Jack se deparando com a porta fechada e Cal manda Lovejoy para mata-los.

Só separei esses erros, porque foram os que mais “me chamaram atenção”. Mas, você pode ver 242 erros do filme aqui.

Com erros ou não, pra mim é o melhor filme pra sempre hehe <3 

12
out

Feliz dia das crianças pra todos! Pros pequenos, para os que se sentem crianças, e para os velhinhos com espírito jovem! Ah! E pra quem queria voltar a ser uma também hehe.

Pra entrar no clima, trouxe algumas frustrações da minha infância. Era filha única, fui uma criança extremamente feliz e me considero sortuda por ter vivido isso em uma época tão legal! Mas quem nunca deixou de ganhar um brinquedo que queria, ou que passou algumas frustrações que atire a primeira pedra hahaha.

01

1 – Não ter ido a um show do RBD </3

Cêis vão me desculpar, mas é uma frustração enorme até hoje! hahaha Como eu gostava, gente!! A novela não tenho mais paciência de assistir, mas as músicas, volta e meia tô ouvindo!

Meu pai não me deixava ir, má de jeito nenhum!! Aí vocês já sabem o que aconteceu né? O grupo se separou, a Anahi (minha favorita) parou de cantar e aqui estoy. Tentando conviver com tudo isso (pausa dramática). 

01

 2 – Não ter ganho uma bebê bainho 

Eu tinha uma amiga que tinha, e queria muito ter uma! Não sei o que eu via no raio dessa boneca, mas eu queria nível mil. Eu tinha tantas, que foi um bom motivo pra eu não ganhar essa. Mas essa eu queria mais do que aquela que eu ganhei que eu não queria tanto assim!!!!!

02

3 – Três em um

Essa foto é um conjunto de 3 frustrações!!! A primeira é a maior (da foto): Não ter um notbook. Eu fazia até vaquinha pra comprar um. Acho que eu queria porque eu via nos filmes. Todo mundo dos filmes tinha, então eu também queria ter. Essa é a única razão que encontro para me explicar, já que eu tinha um computador. Em falar em computador, vamos para a segunda frustração: Eu tinha horário para desligar o computador. Enquanto todo mundo podia ficar no MSN, orkut e afins…eu tinha que desligar. E a sequência seria dormir. Eike chato. E a terceira, logo podemos deduzir: também não podia comer no quarto. Ou na frente do computador (que ficava no meu quarto). Mas nem um pipoquinha!! Claro que fazia uns esquemas brabo, mas as vezes meu pai pegava e: castigo nimim </3

03

 4 – Não ter o VHS do Titanic (dublado) 

Já citei o filme várias vezes aqui no blog, talvez tenha dado pra perceber o quanto sou fissurada, né? Pois bem, isso vem desde a infância. E uma frustração já superada, era que eu queria muito um VHS do Titanic dublado! Quem tinha era meu tio, e eu vivia pegando emprestado. Era quase mais meu do que dele, de tanto tempo que ficava aqui. Mas eu queria um pra chamar de meu!! Até consegui um, mas era legendado. Não tinha muito problema já que eu sabia todas as falas (hahaha), mãaas…eu queria um dublado!! 

E vocês? Tiveram alguma frustração? Me contem e…Feliz dia das crianças ~de novo~. 

 

10
out

É um lugar escuro, onde não entra luz, onde não entra Sol e nenhum raio de esperança. Porque o passado, é algo para ficar ali, no passado. Não é uma página virada. É um livro terminado. Temos que ler novas histórias agora. Olhar pra frente. Ah, se olhar para trás nos tornasse de pedra (literalmente). Seria muito mais fácil seguir em frente pra você, se essa fosse uma realidade? Ou você também estaria enfeitiçado?

Sabe, não tem problema em sentir saudade de uma fase boa. Ou de uma pessoa boa. O problema, é não aceitar que há tempos e tempos, que as coisas mudam. E o tempo não espera ninguém, não perdoa ninguém e nem escuta ninguém: ele simplesmente passa. Deixa aquela história bonita, continuar sendo bonita. Deixa aqueles abraços continuarem no topo da sua lista, dentre os melhores que você já recebeu. Mas se dê oportunidade, de conhecer novos sorrisos, e escrever novas histórias. Se você vive no passado, você não vive o melhor: o agora. Também dão outro nome à ele. Se chama presente. Já pensou no que isso significa? É um presente! A vida te dá o momento de agora, para construir, ser e viver o que você quiser.

03

Dá pra ir a praia, dá para passar o dia todo em casa vendo série ou dá para ir às compras com as amigas. Dá pra fazer tanta coisa com esse presente! E que presente!! Ele é tão mais real, palpável e claro que o passado.

É muito fácil ter pena de si mesma, e se fazer de vítima, por não poder ter a vida que tinha, lá no passado. Mas eu nunca gostei das coisas fáceis… Um belo dia, resolvi que as coisas deviam se ajeitar. A cama teria que mudar de lugar, e tirei a TV do meu quarto também. Organizei meus perfumes e meus arquivos no computador. É tão fácil ajeitar as coisas que possuímos quando queremos. Então, já que eu me pertenço, ajeitei tudo por aqui também. Não sabia que o primeiro passo era querer. Então eu quis, e pronto: coloquei o passado em seu lugar. No passado. Conclui que lá, não encontraria coisas ou pessoas que me levariam para frente. Escrevi só as coisas bonitas no livro que estava terminando de escrever. Estava na hora de começar outro.