23
set

Oi amiga! Como estão as coisas aí? Ainda tô triste com você por ter ido embora sem dar tchau. Eu nem sabia… Desculpa por não participar da fase provavelmente mais difícil da sua vida. Eu sei que você estava levando numa boa até onde podia, mas eu queria tanto ter te dado uma palavra amiga. Também tô com raiva por não ter vindo correndo contar, viu? 

Você vê daí, que guardo as nossas poucas lembranças e conversas, com carinho? Que tenho fotos suas no meu celular, toda bonita e sorridente?

Em um dia conquistei uma coisa que me deixou tão feliz, e no outro descubro que você não está mais ali. Pra quando eu quiser conversar, matar a saudade ou falar dos velhos tempos. Ver sua janelinha virtual, querer te mandar um “oi” e saber que ninguém vai estar do outro lado da tela para responder. Por mais que nos últimos tempos não estivéssemos tão próximas (maldito amadurecimento que faz com que cada um siga seu rumo), eu sabia que tinha uma amiga. Afinal, foram anos e anos de amizade né?

anahi

Você fazia parte dos meus dias, das minhas descobertas e aprendizados. Compartilhávamos gostos, e uma fase marcante. Você me ensinou tanta coisa e até aprendemos outras juntas, e eu jamais vou deixar de lembrar de você, quando estiver mexendo naquele programa que nos rendeu tantos assuntos e até mesmo competição. Eu sempre admirei você. E sua criatividade. Que saia de um lugar, que acabou criando aquela doença que te levou daqui. Droga, detesto lembrar disso.

Orei pelos seus pais, viu? Você era muito querida por aqui. Conheci um amigo seu, ele quem me contou o que houve com você. Dá uma dorzinha no coração de saudade, de sensação de perda.

000

Lembra dos meus planos de ir te ver? É, esse não chegamos a concretizar. E eu já planejei de tantas formas, quando tinha 12 anos. Nossos passeios, idas ao shopping e até sessão pipoca. Parece que eu não quero acreditar que meu sonho de menina, não vai poder nunca se realizar. E quando aconteceu aquele acidente em sua cidade? Eu fiquei tão preocupada com você.

Você deixou um pedacinho de você em mim, um pedaço de vida, um de conhecimento e outro de saudade. Espero que veja quando eu penso em você, e até que fique feliz quando doer em mim. Porque é sinal do quão importante você foi.

1460154_771954759488466_83035578_n

 Não podia deixar de prestar uma homenagem, porque eu sinto que você faz parte disso. Dessa vontade, de ter esse espaço. Acho até que você ficaria orgulhosa de mim. Só queria que você soubesse. 

Edna Caroline Pacheco, faleceu na biópsia de um tumor na cabeça. E foi minha amiga (virtual) real durante 8 anos. A dor de perder esse tipo de pessoa, é a mesma que perder a de alguém que você abraça todos os dias. Meu abraço agora, inalcançável. Agora, meu anjo.”

22
set

Eu amo ir ao shopping, e sempre que vou, gosto muito de passar um (bom) tempo na livraria. É tanta informação, cultura e história pra ler, que eu fico louca querendo me multiplicar e ler vários de uma vez. Na minha última ida a uma Saraiva da vida, eu separei alguns dos livros que mais fiquei com vontade de ler. Não comprei nenhum, porque estou lendo (e demorando para terminar) o último que comprei, e não posso comprar outro até terminar este, porque vai se tornar um vício de eu ter vários livros lidos pela metade, porque eu comprei outro e comecei a ler na frente, pela minha ansiedade. Tendero? Agora chega de histórinha minha, e vamos pra dos livros: 

01

1 – Extraordinário (compre aqui): Bom, esse livro eu me interessei porque ouvi uma moça falando (bem alto), sobre ele. Ela falou tão bem do livro, que eu me interessei. Segundo a moça, a filha dela não parava de chorar enquanto lia, e que o livro é lindo! É claro que eu ataquei o livro logo depois que ela saiu, e fui ler a sinopse. E que sede (de ler) me deu!! Aí eu fui ver algumas resenhas que tem aqui na internet, e acho que seria o tipo de livro que tocaria meu pequeno coração haha mas não o que me faria chorar que nem a filha da moça. E tem tanta resenha desse livro por aí, que parece que só eu não li. 

É a história de um menino, que nasce com uma deformidade facial. Ele vai para escola, e enfrenta a tal sociedade. Preciso dizer mais? Sociedade cruel, que impõe padrões de beleza, julgam, apontam e praticam bullying. O personagem principal passa por várias situações difíceis e cruéis para qualquer ser humano. E nascer, crescer e conviver com algo tão diferente, deve ser muito, mas muito difícil. 

2 – Seis anos depois (compre aqui)Esse livro, veio como propaganda no marcador (de livro) da minha última compra. Lá, não me interessou nadinha. Mas, quando eu vi na livraria e reconheci, fui ler a sinopse e: deu vontade de ler também! Apesar de já na sinopse eu achar o cara trouxa, parece ser um romance bem intenso, e meio sofrido. 

A história conta a vida de um cara apaixonado, que leva um pé no popô de sua até então namorada, que o deixa para se casar com outro. O Jake (o cara apaixonado), promete deixar o casal em paz, e cumpre sua promessa por seis anos, até que descobre o obituário do marido de sua ex namorada, vulgo talarico (?) hahaha. Então, ele decide ir atrás de sua amada, e aí começa meio que um suspense. Ele vai descobrindo várias coisas, a história é repleta de mistérios e segredos que eu também não sei quais são, então vamos ter que ler pra descobrir, o que me dá mais vontade de ler. Então vamos para o próximo que eu já tô ficando nervosa. Obrigada, de nada.

3 – Como eu era antes de você (compre aqui): Há quem compre um livro pela capa…Eu compro pelo título. Esse foi um (título) que eu li e pensei: “Awnnnnnnnnnnnnnnnnn”. E já fui fuçar. Pareceu ser um daqueles romances tristes, que você entrara em depressão enquanto lê, e que te prende tanto que você fica querendo que não acabe, mas que acabe porque você quer ver o final, mas que você não quer que acabe porque tá muito bom, mas você quer ver o final… cêis entenderam, né?

Conta a história da Louisa, que mora com os pais, que adora seu trabalho como garçonete em um café, e não tem muitas ambições. Ela namora um carinha, que não parece se interessar muito por ela, e nem ela por ele – a parte do romance não está aí. Até que, o café fecha as portas, naturalmente, ela é despedida e a vida dela muda. Ela arruma um emprego como cuidadora de um tetraplégico: o Will. É rico, inteligente e mau-humorado. Ficou assim depois de um acidente de moto. Ela começa a colocar cor em seus dias, e um muda a vida e a história do outro. Li uma resenha, que disse que esse é de chorar. AMO LIVROS DE CHORAR!!!!! Preciso ler, tanto quando os que eu citei acima e vou citar abaixo. 

 

02

4 – No silêncio entre dois suspiros (compre aqui):  Sabe o que eu disse sobre comprar o livro pelo título? Então, esse é outro exemplo, mas a capa bem dramática ajudou também. Não achei muitas referências sobre esse livro, o que não quer dizer que ele não seja bom, mas pode ser que ele não seja TÃO bom. 

É também um romance, com uma coisa mutcho loca, do tipo: ser cativado por alguém antes mesmo de conhece-lo. O nome da mina, é Mina!!! É um romance sensível e também é uma história de uma família muçulmana lutando por seu lugar na sociedade americana. Essa última parte não me chama muito atenção, mas o título é tão profundo que o livro também tem a obrigação de ser!!!

5- Invisível (compre aqui)Eu particularmente não gosto de  histórias que envolvem ficções absurdas, e esse tipo de coisa. Amo livros baseados em histórias reais, e nada de duendes ou robô falante (oi?), essas coisas. Mas esse me pareceu ser legal. Como o filme “E se fosse verdade“…a história do livro me lembrou mil o filme. 

Conta a história do Stephen, um cara que é invisível devido à maldição de seu avô. Ele conhece Elizabeth, que é a única que o vê. Ela é o oposto dele: tudo o que ela quer, é ser invisível, para a sociedade em geral.  Impressionados com o que acontece, eles acabam se aproximando e mergulham de cabeça em uma “investigação” sobre maldições, para quebrar a de Stephen. As coisas não saem como planejado, especialmente quando seu avô volta para a cidade, e desconta sua raiva em qualquer um que vê.

6 – O lado bom da vida (compre aqui)O tipo de pessoa nunca se interessou pelo filme, mas quis mil ler o livro: eu. Acho que para um livro, virar filme, tem que no mínimo ser muito bom, né? Amo os dramas baseados em fatos reais da vida, mas, por outro lado amo/sou livros inspiradores também (não sou bipolar, eu acho).

O livro é narrado pelo protagonista, que sofre de alguns problemas psicológicos – um dos motivos de ele ser internado em uma clínica. Pat não sabe exatamente o que ele fez para ter ido parar lá, e também não se lembra quanto tempo esteve isolado do mundo. A única coisa que ele se lembra, é que sua esposa Nikki, quis que eles ficassem um tempo separados. Sua mãe o tira da clínica, e então ele tenta reconstruir sua vida, olhando sempre para o lado bom das coisas. E tudo que eu sei é que depois desse post, eu vou é correr assistir o filme, pelo motivo citado no começo do post…

E vocês, já leram algum desses? :) 

Beijossss <3

 

21
set

Quem acompanha o blog (ou fuçou) desde lá do comecinho (o que não faz muito tempo haha) já conhece essa categoria! E, o segundo post desta categoria, é mais uma vez uma estrela de pertinho! A vez da nossa querida, ela…que não nos conta onde que é esta bendita fonte da juventude: Avril Lavigne. 

avril 2

Vamos combinar que a fia é gata, mas essa foto não está nada favorável. Ou ela tava no meio do caminho pra dar um sorriso, ou ela não tava de bom humor e teve que ser simpática…Porque né?

avril 3

Foto quase perfeita pra gente roubar essa maquiagem! E reparar que não, isso entre as sobrancelhas dela não é uma espinha! É alguma coisa, que não sai nunca mais, porque as fotos deste post, são de épocas diferentes, e a bolinha está em todas elas. Não há espinha que dure tanto tempo assim, né? Mas é um bom momento pra reparar como a pele da fia é bonita! Eu aceitaria numa boa ter essa bolinha, em troca dessa pele! hehehe

avril

E este, já é uma foto perfeita para tomarmos como exemplo: cuidado com o glitter na maquiagem! Já que uma imagem vale mais do que mil palavras, eu não preciso usar as minhas para justificar o porquê, né?

E essas foram as provas de que: Avril Lavigne é gata de perto, de longe, de ponta cabeça e samba na cara dos paparazzi que tiram cliques assim! 

Beijosssss <3

19
set

Para quem estranhou a falta de post ontem no blog, aqui está o motivo, razão e circunstância hehehe: Um vídeo! Esse danado me deu um trabalhão pra fazer, e tomou muito do meu tempo!

Na verdade, este era para ser somente mais um post. Mas, senti a necessidade de abordar esse assunto em vídeo: Erros que para quem está começando o seu cantinho, está sujeito a cometer/comete. É claro que eu também sou uma blogueira iniciante, mas, dei minha opinião como leitora. Porque certas coisas, as vezes nos “espantam” de blogs. Então, vamos lá?

Postarei no canal somente quando mais “necessidades” (de tagarelar) surgirem novamente! Quem quiser pode se inscrever no canal, pra ver os vídeos postados primeiro!

Beijão <3