Prazer, de novo: eu.
02
fev

De volta àquilo que sempre foi minha válvula de escape: a escrita. Pode me chamar de alma antiga, mas aqui costuma ser meu passa-tempo favorito. Eu deixei de lado por outras preferências, coisas da vida. Não gosto de levar as coisas tão a sério, porque antes eu levava (e muito). Tentei me adaptar à moda da internet, mas “meu blog” é o jeito que eu gosto de me expressar, expor minhas ideias. Nunca deixei de pagar o que mantinha ele online, sempre soube que voltaria um dia. Mas pra isso eu tinha que estar preparada.

“Preparada pra que? É só escrever. Você tem controle.” Mas e o que os outros iam pensar? Disso eu não tinha. Eu imaginava mil e uma coisas. Pra ser sincera, de pessoas específicas. Sempre recebia mensagens de amigas próximas que apoiavam a minha ideia, mas eu não confiava em mim. Que ponto de vista, vai de acordo com a vivência e experiências de cada um. Tem gente, que me conhece e vai descobrir esse site e vai pensar “isso” ou “aquilo”. Mas eu não posso mudar a opinião de ninguém. Só posso ter a certeza do que isso aqui é pra mim. Minha válvula de escape, minha voz interior através de letras, meus pensamentos através de textos e minhas ideias através de um site. Eu entendi, que eu nunca escrevi para os outros. Eu escrevia (e escrevo) pra mim mesma. E que isso, de alguma forma, podia ajudar à outros. Cada um tem o seu modo particular de ver o mundo, e eu estou sempre modificando e descobrindo o meu. Quer acompanhar? :)

Comentários